Amadora BD 2017 – última semana

O Festival Amadora BD continua a decorrer até ao próximo domingo, dia 12 de Novembro, com um punhado de magníficas exposições a não perder, desde as de Will Eisner e Jack Kirby (comemorativas do seu centenário) e dos portugueses Nuno Saraiva e Rui Pimentel, que estão patentes no Fórum Luís de Camões, à de Fernando Relvas na Galeria Artur Bual. Mas há mais, como podem ler no programa anexo…

Além da cenografia, que reforça um dos aspectos mais positivos do Amadora BD, nas suas anteriores edições, e do valor artístico da maioria dos trabalhos expostos, outro pormenor que merece atenção é a quantidade de figuras representadas no cartaz do Festival, da autoria de Nuno Saraiva, cuja obra Tudo Isto é Fado! foi distinguida em 2016 com o prémio de melhor álbum português de BD.

Todas essas figuras são de personalidades célebres da Amadora, num perpassar de memórias que evocam sobretudo a actividade artística e cultural, desde o século XIX ao tempo presente, formando um ecléctico conjunto que nas páginas seguintes está devidamente identificado.

Entre elas, surgem alguns dos maiores vultos da BD portuguesa, como Stuart Carvalhais, António Cardoso Lopes Jr. (Tiotónio), José Garcês, José Ruy e Vasco Granja, moradores ou naturais do concelho da Amadora. Parabéns ao Nuno Saraiva, cujo prémio foi inteiramente merecido, pela ideia e pela realização deste cartaz, que é sem dúvida um dos mais interessantes da longa galeria do Amadora BD!

Advertisements

Exposição de caricaturas de Rui Pimentel

rui-pimentel-expo

Image

Rui Pimentel expõe em Estremoz

cartaz expo estremoz 3.cdr

Inauguração no sábado, 23 de Julho, às 16h00.

“Charlie Hebdo” em exposição na Bedeteca da Amadora

charlie-hebdo_poster

É inaugurada hoje, dia 7 de Janeiro, pelas 20h00, na Bedeteca da Amadora, a exposição documental “Estúpidos, maldosos e semanais. Uma constelação em torno do Charlie Hebdo”, integrada no programa “Os 5 sentidos da Banda Desenhada”, com curadoria de Pedro Moura e colaboração de Osvaldo Macedo de Sousa. A entrada é livre.

Inaugurada um ano após os atentados  de Paris que vitimaram, entre outros, alguns membros da redacção do polémico jornal satírico francês Charlie Hebdo, a referida exposição visa mostrar o contexto em que surgiu este título (assim como o grupo editorial que o formou, associado à revista Hara-Kiri). 

Revisitando referências da imprensa ilustrada satírica, outros títulos de banda desenhada, imagens da publicação e livros que reflectem a sua história, há ainda um complemento organizado por Osvaldo Macedo de Sousa: “Cartoonismo: uma profissão de risco?”, em que desfilam vários artistas que, no mundo dito do Médio Oriente e da Ásia, têm sofrido as consequências mais graves devido ao seu trabalho artístico, demonstrando que a luta pela liberdade de expressão é verdadeiramente universal, e que a solidariedade deve ultrapassar fronteiras, línguas e culturas. 

A inauguração é seguida de uma mesa-redonda informal, com a presença de Nuno Saraiva, Rui Pimentel e Osvaldo Macedo de Sousa

A exposição — que estará patente até 30 de Janeiro — conta com o apoio da Bedeteca da Biblioteca Municipal dos Olivais e do Museu Bordalo Pinheiro, em Lisboa, onde se realizará, no dia 23 de Janeiro, um debate associado a este evento, com hora a indicar posteriormente.

Bedeteca da Amadora – 3ª a sábado, das 10h às 18h – Av. Conde Castro Guimarães, 6 – 2720-119, Amadora.

WordPress.com Apps

Apps for any screen

Le chat dans tous ses états - Gatos... gatinhos e gatarrões! de Catherine Labey

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

largodoscorreios

Largo dos Correios, Portalegre

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa