Movie Posters (e afins) – 4

OS FILHOS DOS TRÊS MOSQUETEIROS

os-filhos-dos-trc3aas-mosqueteiros-cartaz-original

at-swords-point-logotipoRealizado em 1949 nos estúdios da RKO, mas exibido somente em 1952, At Sword’s Point (título original) era uma sequela de Os Três Mosqueteiros, grandiosa produção da MGM (1948), com Gene Kelly, Lana Turner, June Allyson, Van Heflin, Angela Lansbury, Vincent Price e outros actores famosos.

os-4-novos-mosqueteiros1

at sword point bisEmbora menos cotados no ranking de Hollywood, os intérpretes de “Os Filhos dos Três Mosqueteiros” desempenharam-se bem da tarefa, com destaque para o protagonista, Cornel Wilde — no carismático papel de “D’Artagnan” —,  coadjuvado por dois actores secundários de primeiro plano, Alan Hale Jr. e Dan O’Herlihy, como “Porthos” e “Aramis”. Maureen O’Hara,maureen-ohara-dueling a deslumbrante e fogosa actriz irlandesa de cabelos ruivos, interpretava com varonil desenvoltura Claire, filha de Athos, o terceiro Mosqueteiro, provando ser tão boa espadachim como os seus companheiros.

os-filhos-dos-trc3aas-mosqueteiros-cartazes-alemc3a3es

os-filhos-dos-trc3aas-mosqueteiros-fotogramaA maior originalidade desta película, de qualidade cénica e artística muito razoável, foi ter “repescado” as célebres personagens de Alexandre Dumas, mas com outra roupagem, pois, embora usem os mesmos nomes, são descendentes dos bravos Mosqueteiros… e tal como os seus pais, no passado, decidem unir-se e lutar pela justiça, revivendo as faça- nhas e a lenda épica dos Mosque- teiros, numa França onde a luta pelo poder não mudara muito depois destes terem desaparecido. Aliás, o rico filão criado por Dumas, na sua novela mais famosa, iria durar ainda muito tempo, ao sabor de novas plateias e novos realizadores e argumentistas…os-filhos-dos-trc3aas-mosqueteiros-cartazes-franceses

Este filme foi realizado por Lewis Allen e estreou-se em Portugal no cinema Politeama, em 18 de Setembro de 1952 (informação gentilmente fornecida por Fernando Cardoso, a quem expressamos novamente o nosso reconhecimento).

E aqui têm mais alguns cartazes desta trepidante aventura de capa e espada, que até deu origem a uma colecção de cromos editada, em 1953, pela Agência Portuguesa de Revistas (podem ver esse post n’O Gato Alfarrabista).
at-swords-point-2

os-filhos-dos-trc3aas-mosqueteiros-cartaz-italiano

Advertisements

Movie Posters – 3

OS TRÊS MOSQUETEIROS (filme)

Adaptação livre, cheia de humor e dinamismo, do celebérrimo romance de Alexandre Dumas (décima de uma longa lista), realizada por George Sidney. Ano de produção: 1948; estreia em Portugal: cinema S. Luiz (Lisboa), 11 de Março de 1950 (informação de Fernando Cardoso).

Los Tres Mosquetereos

Um dos melhores filmes de capa e espada, pelo seu vigor estético e narrativo, magistralmente coreografado, como “um musical sem música”, com cenários artificiais e fabulosos que criam um clima de pura magia cénica, dando ao filme uma segunda dimensão, e algumas interpretações sui generis, como as de Gene Kelly, num impetuoso e acrobático D’Artagnan (que parece dançar enquanto esgrima), e Lana Turner, num papel de mulher fatal, bem à sua medida: a capitosa, mas traiçoeira Milady de Winter, que pagará caro os seus ardis.

Os Três Mosqueteiros (cartaz original - 1)

Os Três Mosqueteiros (cartaz original - 3)

3 Mosqueteiros cartaz original 4 + da Suécia - A

Os Três Mosqueteiros (França - 2 e 3)

E para fechar com “chave de ouro” esta galeria, aqui têm outra espécie de poster, também baseado na obra-prima de Alexandre Dumas: a capa de um álbum de BD — arte gráfica das imagens a duas dimensões e do movimento estático, ligada temporal e umbilicalmente ao cinema —, em que é bem visível a assinatura de um dos maiores mestres do género, José Luís Salinas, autor de uma magnífica adaptação de “Los Tres Mosqueteros”, publicada na revista argentina El Hogar, anos antes do filme da Metro Goldwin Mayer correr mundo.

A outra capa é de uma edição italiana, publicada na década de 80, também com os desenhos de José Luís Salinas.

Os Três Mosqueteiros (Salinas) e Collana Argento

WordPress.com Apps

Apps for any screen

Le chat dans tous ses états - Gatos... gatinhos e gatarrões! de Catherine Labey

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

largodoscorreios

Largo dos Correios, Portalegre

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa