Os Gatos e o Crime – 4

ERLE STANLEY GARDNER

Prosseguimos hoje esta série, repescada (com alguns aditamentos e novas imagens) dos arquivos de Gatos, Gatinhos e Gatarrões, blogue orientado por Catherine Labey.

E.S. GardnerErle Stanley Gardner, um dos nomes mais prestigiosos da literatura policial, nasceu em Malden, a 17 de Julho de 1889, e faleceu em Temecula (Califórnia), a 11 de Março de 1970. Inspirando-se na sua experiência como homem de leis, foi o autor de Perry Mason, o célebre advogado detective, e dos seus ajudantes Della Street e Paul Drake. Publicou igualmente, com o pseudónimo de A. A. Fair, as aventuras de Donald Lam e Bertha Cool, assim como outros livros com diversos pseudónimos: Kyle Corning, Charles M. Green, Carleton Kendrake, Charles J. Kenny, Robert Parr e Les Tillray.

The Case of the Velvets ClawA sua educação não teve uma base muito sólida, porque grande parte da juventude passou-a em constantes deslocações com o pai, que era engenheiro de minas no Oregon e no Klondike, durante a grande corrida ao ouro. Habituado a uma vida livre e movimentada, Gardner tornou-se um robusto aventureiro, chegando a participar em combates de boxe e a promover torneios ilegais de luta livre. Mais tarde, enquanto tirava um curso de Direito, foi contratado por um gabinete de advogados em Oxnard, Califórnia, para dactilografar os relatórios dos processos e os contratos jurídicos, adquirindo, assim, larga experiência prática.

Admitido no foro californiano, em 1911, abriu o seu primeiro escritório com 21 anos, defendendo os direitos das minorias étnicas. Mexicanos e chineses, gente pobre, raramente podiam pagar-lhe esses processos. Foi, portanto, para melhorar o seu salário que Gardner começou a escrever sob diversos pseudónimos, produzindo centenas de novelas policiais e de aventuras para os pulp fiction magazines, nomeadamente para os famosos Black Mask e Detective Story.

Raymond Burr como Perry Mason na série de TVA série Perry Mason iniciou-se em 1933, com O Caso das Garras de Veludo (The Case of the Velvet Claws), volume publicado na Colecção Vampiro nº 3 (Junho de 1947), e conta nada mais nada menos do que 82 novelas e três antologias de contos. Em paralelo com os casos de Perry Mason, cuja popularidade aumentou com a adaptação a uma série televisiva de sucesso, que tornou famoso o actor Raymond Burr, Gardner elaborou outra série com o district attorney (D.A.) Doug Selby, ao qual dedicou apenas nove volumes.

catsprowlatnight-frontNo fim dos anos trinta, para fazer concorrência ao detective amador Nero Wolf, criado por Rex Stout e, na altura, em pleno êxito, Gardner deu forma, com o pseudónimo de A. A. Fair, aos inquéritos de Bertha Cool, mulher avantajada, glutona e de aparência extravagante, mas esperta e resoluta, que gere uma agência de detectives, auxiliada pelo seu parceiro Donald Lam. A série tornou-se um best-seller e, mesmo sem alcançar a notoriedade de Perry Mason, permitiu a Gardner deixar a advocacia, dedi- cando-se a tempo inteiro à literatura.

Até 1970, alimentou as séries Perry Mason e Cool/Lam, num ritmo quase anual, totalizando no fim da sua carreira a publicação de 130 novelas com estes personagens. Em 1962, um ano depois de Ellery Queen, a sociedade dos Mistery Writers of America galardoou-o com o prestigioso Grand Master Award pelo conjunto da sua obra. A última novela que escreveu com Perry Mason, The Case of the Postponed Murder, só foi publicada em 1973, três anos depois da sua morte.

Rezam as crónicas (e os números) que, no auge da sua popularidade, Erle Stanley Gardner vendeu uma média de 26.000 exemplares dos seus livros policiais, por dia. Um recorde impressionante e praticamente imbatível!

-the-careless-kitten-cardinal + caretaker cat

Encontrámos, até agora, dois livros de E.S. Gardner com gatos como protagonistas: The Case of the Careless Kitten (com o título em francês: La Langue au Chat), cuja tradução portuguesa, publicada na Colecção Vampiro nº 84, se intitula “O Caso do Gato Envenenado”, e The Case of the Caretaker’s Cat, na edição portuguesa com o título “O Caso do Gato do Porteiro” (Colecção Vampiro nº 40). Sob o pseudónimo de A. A. Fair, temos Cats Prowl at Night, publicado também em português, com o título “De Noite Todos os Gatos são Pardos(Colecção Vampiro nº 365).

gato do porteiro mais 2

Advertisements

WordPress.com Apps

Apps for any screen

Le chat dans tous ses états - Gatos... gatinhos e gatarrões! de Catherine Labey

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

largodoscorreios

Largo dos Correios, Portalegre

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa