Poirot, Miss Marple & companhia – 8

Poirot, miss Maeple e cia - 8    389

Advertisements

Image

O Regresso da Velha Senhora (vol. 8)

Agatha Christie Público 8

Image

Poirot, Miss Marple & companhia – 7

Agatha Christie - público - 7      370

Image

Poirot, Miss Marple & companhia – 6

Poirot Marple e cia - 6

Image

Poirot, Miss Marple & companhia – 5

Poirot, Marple a cia 5

Image

Os Gatos e o Crime (5) – Agatha Christie

Agatha ChristieAgatha Mary Clarissa Miller nasceu a 15 de Setembro de 1890 em Torquay, no coração da Riviera inglesa. Passou uma infância feliz, no ambiente aconchegado de uma família abastada, e desenvolveu muito cedo um gosto pelos mistérios, graças à sua imaginação particularmente fértil. Encorajada pela mãe a escrever, Agatha arranjou o «marido ideal» na pessoa de Archibald Christie, garboso aviador pertencente ao Royal Flying Corps. Ela tinha 22 anos e ele 23, e a 1ª Guerra Mundial estava prestes a rebentar. Com o seu noivo chamado a participar no conflito, a jovem Agatha alistou-se como enfermeira voluntária no centro hospitalar de Torquay, onde adquiriu um súbito interesse por venenos.

Foi durante a guerra que escreveu um primeiro romance, que não chegou a ser publicado. Como a sua irmã a desafiara a construir uma intriga que não se conseguisse desvendar antes das últimas páginas, ela começou um segundo romance: O Misterioso Caso de Styles, cujo herói, um detective amaneirado e perspicaz, respondia pelo nome de Hercule Poirot. cat+pigeonsDurante quinze dias, como já não conseguia trabalhar, desertou do centro hospitalar de Torquay para escrever na sua máquina portátil, num quarto de hotel. O manuscrito, enviado a quatro editores, só foi publicado em 1920; mas o seu caminho estava traçado. Agatha Christie não mais parou de escrever. A sua teimosia e a sua imaginação iam torná-la célebre.

De livro em livro, soube afinar os subtis encantos do romance policial, alcançando, poucos anos depois, recordes mundiais de tiragens. Em 1926, no mesmo ano do seu primeiro sucesso, a vida de Agatha quase se desmoronou, como num dos seus romances. Na verdade, nem tudo ia bem: a sua mãe falecera recentemente, o romance encetado não avançava, a infidelidade do seu marido não era segredo … já era tempo de dar um pouco de picante a esse penoso inverno. Maq_gatoA 3 de Dezembro, Agatha Christie desapareceu. No dia seguinte, o seu carro foi encontrado abandonado junto de um lago, com o seu casaco de peles e os seus documentos…

A polícia dragou o lago, os jornais publicaram a sua foto e prometeram recompensas por informações sobre o seu paradeiro. Foi encontrada onze dias mais tarde no hotel de uma estação balnear em voga, onde se tinha registado com o nome da amante do marido! Agatha pretendeu não se lembrar de nada e, de propósito ou não, manteve esse esque- cimento até à sua morte.

Divorciada, partiu sozinha numa viagem a bordo do Orient Express e conheceu em Bagdad um arqueólogo quinze anos mais novo do que ela: Max Mallowan. Coup de foudre: passaria com ele o resto da sua vida. Depois das suas segundas núpcias, Agatha Mallowan tornou-se uma mulher de letras, autora de numerosos romances policiais, que lhe valeram a alcunha de «rainha do crime». O seu nome ficou associado a dois heróis recorrentes: Hercule Poirot, detective profissional, e Miss Marple, detective amadora. Também escreveu novelas com histórias sentimentais, usando o pseudónimo de Mary Westmacott. Em 1971, a rainha Isabel II agraciou-a e ela passou a ser Dame Agatha Christie.

Le chat et les pigeonsAgatha Christie é uma das escritoras mais famosas do mundo e a crítica considera-a o autor inglês mais lido depois de William Shakespeare. Publicou 66 romances, 154 novelas e 20 peças de teatro, traduzidos no mundo inteiro. Uma grande parte dos seus mistérios policiais desenrola-se em ambiente fechado, o que permite ao leitor tentar adivinhar quem é o culpado, antes do fim da narrativa.

Muitos dos seus romances e novelas foram adaptados ao cinema ou à televisão, nomeadamente Um Crime no Expresso do Oriente, Convite para a Morte, Morte no Nilo, Os Crimes do ABC e O Assassinato de Roger Ackroyd. Em Portugal, coube a duas populares colecções de bolso, a Vampiro e a Xis, em particular, a grande divulgação das suas obras, nas décadas de 40 a 60 do século passado. A Livros do Brasil e a Asa também lhe consagraram colecções completas, em épocas mais recentes. E o jornal Público, de parceria com a Asa, patrocinou uma série de oito novelas — ainda em publicação, como temos noticiado —, em que figuram as suas personagens mais conhecidas: Hercule Poirot, Miss Marple e Tommy & Tuppence.

Um Gato entre os Pombos (1959)no original: Cat among the pigeons —,  é o único título de Agatha Christie que alude a estes felinos… embora não haja qualquer gato no enredo, como acontece em muitos livros policiais. É uma expressão figurada, como a do “lobo no redil”.

cat_amongst_the_pigeons

Poirot, Miss Marple & companhia – 4

Poirot,Miss Marple e cia 4

Image

Poirot, Miss Marple & companhia – 3

Agatha Christie público 3

Image

Poirot, Miss Marple & companhia – 2

Agatha Christie 2

Image

Poirot, Miss Marple & companhia – 1

Agatha Christie Público 1

Agatha Christie Público 2

Previous Older Entries Next Newer Entries

WordPress.com Apps

Apps for any screen

Le chat dans tous ses états - Gatos... gatinhos e gatarrões! de Catherine Labey

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

largodoscorreios

Largo dos Correios, Portalegre

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa