Design Gráfico Português – 11

Público Design gráfico 11      656

Advertisements

Image

O regresso de Tarzan – herói e mito com um longo passado cinematográfico

DN - Tarzan

(Artigo reproduzido, com a devida vénia, do Diário de Notícias, edição de 5/7/2016)

A vitória de uma “pequena aldeia”!

I - Euro 2016

Primeira página do i, edição de 11/7/2016, que reproduzimos com a devida vénia, felicitando o jornal pela sua criatividade. Herói da BD bastante popular no nosso país — onde se tornou conhecido desde 1961, rivalizando com Tintin —, é, no entanto, a primeira vez que vemos Astérix empunhar a bandeira portuguesa, em homenagem aos heróis desportivos que no Stade de France, e sem ajuda de nenhuma poção mágica, resistiram também ao assédio de adversários mais poderosos. Gália e Lusitânia juntas contra os “romanos”… eis uma mensagem (sub-reptícia) que devia ultrapassar as fronteiras do futebol. Obrigado, Astérix! Parabéns, Selecção!

“A Dança das Andorinhas”, de Zeina Abirached, em edição portuguesa

Novela Gráfica 4    631

Image

Clássicos Ilustrados – 5

“A Regeneração” (por O. Henry)

Classic Ilustrated - O Henry 475Apresentamos hoje nesta rubrica outro conto do famoso jornalista e escritor norte- -americano O. Henry (1862-1910), que se notabilizou num género que os anglo- -saxónicos designam por short stories, isto é, contos e novelas curtos. De seu verdadeiro nome William Sidney Porter, teve uma carreira atribulada, sujeita a vários fracassos económicos e a problemas com a justiça, quando era caixa de um banco em Austin (Texas), tendo por isso passado algum tempo na prisão, depois de uma rocambolesca fuga para um país da América Central.

Decidido a esconder esse passado do público e sobretudo dos editores, Porter optou pelo pseudónimo que o tornaria célebre, mas a sua carreira continuou marcada pelos problemas pessoais, como a morte da primeira mulher e o divórcio da segunda, que tiveram como consequência a sua acentuada inclinação para afogar as mágoas na bebida.

Apesar de ter produzido uma obra vasta e apreciada pelos leitores de todo o mundo, cuja compilação deu origem a vários volumes de contos, originalmente publicados entre 1904 e 1911, O. Henry morreu pobre e vítima do álcool com que procurou combater as suas depressões.

O. Henry (Jimmy Valentine - Mosquito)

O conto “A Regeneração” (título original A Retrivied Reformation) foi também adaptado à BD pelo artista norte-americano Gary Gianni, num volume da colecção Classics Illustrated (1990), editado pela Berkley/First Publishing e em português pela Abril Jovem.  Lemo-lo pela primeira vez, com outro título, não numa antologia dedicada a O. Henry (pois nesse tempo ainda eram raras em português), mas numa revista juvenil, o saudoso O Mosquito, onde foi publicado entre os nºs 1036 e 1039 (1949), com tradução de Raul Correia e um cabeçalho desenhado por E. T. Coelho.

Para muitos outros jovens, “O Destino de Jimmy Valentine” significou também o primeiro contacto com a obra do famoso escritor norte-americano… embora só mais tarde o soubessem, pois, por lamentável lacuna, o seu nome não figurava no cabeçalho d’O Mosquito (acima reproduzido).

O Henry - a regeneraçao 1 e 2

O' Henry - A regeneração 3 e 4

Regeneração 5

Regeneração 6 e 7

A Regeneração - 8 e 9

CPBD: um clube de banda desenhada já com uma longa história!

IMG_2750

Como oportunamente anunciámos, realizou-se no passado dia 25 de Junho, num restaurante da Amadora, mais um almoço de aniversário do Clube Português de Banda Desenhada, que este ano festejou 40 anos de actividade. Decerto devido ao simbolismo e à notoriedade da data (quase meio século de existência!), esse convívio foi um dos mais animados de sempre, pois contou com a presença de mais de três dezenas de sócios — entre os quais, autores de prestígio como José Ruy, José Garcês, Baptista Mendes e Artur Correia, num clima de camaradagem e euforia que reflecte o espírito de renovado dinamismo do CPBD, desde que despertou de um longo letargo e se mudou para a sua nova sede, na Reboleira, cedida graciosamente pela Câmara Municipal da Amadora.

cpbd-novo-logoFundado em 28 de Junho de 1976 por um pequeno grupo de fãs e coleccionadores que se formou em poucos meses, inspirado pelos movimentos associativos que se tinham gerado em toda a Europa, num culto ecléctico pelo fenómeno da BD, o Clube Português de Banda Desenhada exerceu durante décadas uma assinalável actividade de divulgação da 9ª Arte, ficando ligado a inúmeras e dinâmicas iniciativas que abriram caminho a outros movimentos de significante importância no actual panorama da BD portuguesa.

Em reconhecimento desse longo percurso e do notável contributo que uma associação de modestos recursos económicos continua a prestar à causa da Banda Desenhada, promovendo-a em todas as suas vertentes, lúdica, artística, didáctica e cultural, o Município da Amadora ofereceu ao CPBD uma placa comemorativa do seu 40º aniversário, num gesto que nos apraz saudar e enaltecer pelo que representa de espírito de solidariedade e de colaboração entre as duas entidades, irmanadas presentemente pela união geográfica e pelos comuns objectivos de apoio à 9ª Arte, tentando atrair, sobretudo, o público jovem (o que não é tarefa fácil).

A reportagem que se segue deve-se ao nosso habitual colaborador Dâmaso Afonso (distinto presidente da Mesa da Assembleia Geral do CPBD), cujos trabalhos fotográficos, sempre do agrado de quem nos visita, já se tornaram um “ex-libris” da maioria dos eventos bedéfilos retratados pela sua objectiva. E que neste até se deixou fotografar, em sorridente pose, junto do seu colega Carlos Gonçalves, membro da direcção do Clube Português de Banda Desenhada (como se pode ver na última imagem que apresentamos).
IMG_2726

IMG_2728

IMG_2729

IMG_2731

IMG_2734

IMG_2735

IMG_2736

IMG_2738

IMG_2739

IMG_2744

IMG_2741

IMG_2745

IMG_2746

IMG_2751 e 2752

IMG_2749

Novela gráfica (2ª série) – Vol. 4

Público - Novela gráfica 4    625

Image

Novo ciclo de colóquios no Clube Português de Banda Desenhada

convite colóquio 9 Julho

O Clube Português de Banda Desenhada (CPBD) inicia no próximo sábado, dia 9 de Julho, um novo ciclo de colóquios subordinado ao tema Personalidades Ilustres da Vida Social, Política e Cultural Portuguesa Falam de Banda Desenhada. O primeiro terá a intervenção do Dr. Guilherme d’Oliveira Martins, figura bem conhecida da nossa elite política e cultural, cujo interesse pela 9ª Arte tem sido abertamente demonstrado em várias ocasiões.

Design Gráfico Português – 9 e 10

Público -Design gráfico 9 610

Público - Design português 10 626

“Presas Fáceis”, de Miguelanxo Prado, em edição portuguesa

Público Novela gráfica vol 3

(Nota: artigo reproduzido, com a devida vénia, do jornal Público, edição de 1/7/2016).

Previous Older Entries Next Newer Entries

WordPress.com Apps

Apps for any screen

Le chat dans tous ses états - Gatos... gatinhos e gatarrões! de Catherine Labey

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

largodoscorreios

Largo dos Correios, Portalegre

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa